Tudo o que o dinheiro compra, é barato

Meu pai sempre disse que tudo que o dinheiro compra, é barato. Embora essa frase seja complexa de entender quando fazemos uma força, a resposta fica mais nítida.
Uma casa, carro, bolsa de marca, coisas desse tipo, aos olhos dele são coisas “compráveis”.
Partindo deste princípio, pensamos: então o que seria caro?
Caro, ainda aos olhos dele, é ter gratidão, caro é ter valor, caro é saber reconhecer a Deus as bênçãos que Ele nos proporciona, caro é saber agradecer àquelas pessoas que nos ajudam. Caro é ser gentil, é doar sem esperar algo em troca. Caro é ser reconhecido como pessoa, é manter a simplicidade no meio de um mundo onde é mais fácil ser esnobe. Caro é fazer gestos de gentileza para alguem bem pobre e ainda não divulgar nas redes sociais o fato que acabou de fazer.
E como eu não poderia escrever um texto sem falar de trabalho, caro é trabalhar no que você gosta, é abrir mão de muitas outras coisas que você ama, por acreditar no seu projeto. Caro é se entregar de corpo e alma à um sonho.
É conseguir fazer de seu ganha pão, um prazer.

Refletindo, chego a conclusão que tudo que é caro, é porque é difícil. É difícil não nos deslumbrarmos e manter o mesmo brilho, sempre.
Acho que não existe certo ou errado mas como tudo na vida é um treino, vale a pena tentarmos inverter os sentidos de valores, elevar o conceito de que caro mesmo é ser humilde e feliz com as pequenas coisas!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s